Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

find equilibrium


Sábado, 10.02.18

T-shirt no inverno

IMG_20180210_143642.jpg

Tenho frio e gosto de me sentir aconchegada no  inverno. Uma camisola fofinha, top por baixo e sobretudo chega-me (e um cachecol, sempre). E nos saldos conseguimos ser apanhar uma peça de roupa, não dando 30€ por uma camisola que causa borboto fácil. É por isso que não ponho os pés do shopping muitas vezes e as modas...não pode agradar gregos a troianos mas muitas coleções não me fazem chorar nem contar trocos. Ainda bem.

No entanto, pecamos sempre e compramos alguma peça mais mas que certamente daremos uso. E já me criticaram por pegar numa peça de primavera ou verão nos de inverno. Pousei tristemente.

Mas que raio de julgamento! Porque não? Se podemos comprar t-shirts nos saldos, a preço reduzido e chegar à estação e poder usar novinha em folha sem dar 15€ por um bocado de tecido, qual a sensação que compensará a isto? 

Nesse altura, nem queremos passear pela nova coleção porque os preços não simpatizam e pensamos nos saldos de inverno que poderíamos comprar t-shirts a 4/5€ que estavam a 15€. Adivinhem! A qualidade é igual. 

Por isso, me, myself and I, tenciona comprar estas belíssimas e fofas t-shirts da Mango por estupidamente 3€. Check! 

Rezando para que haja, que as pessoas sejam como eu e que continuem comprar roupa de inverno para o de '18-'19. Cá, eu vou sonhando com o verão!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por liz collingwood às 14:49

Segunda-feira, 08.01.18

a notícia que me assustou

Isto abala-me o psicológico e sou fraca nesse aspecto. A palavra perfeição é uma mentira. E quem a inventou nunca deve ter sido feliz e isso acabou com que os seres humanos a procurem pela vida adentro.

Eu já estive a procura-la e defini-la sobre mim, mas entendi que é um fracasso estar obcecada em ser uma boa menina, ter o corpo no sítio e agradar toda a gente que passa na minha vida. Isso acabou há muito tempo.

Mas tenho alguns fantasmas que ocupam os meus pensamentos e fico devastada quando olho para mim. Não tenho a melhor pele do mundo, não tenho as melhores curvas do mundo - porque têm defeitos que me atormentam desde dos 15 anos. Portanto, quase há 10 anos sinto-me estragada e nunca recuperei. O corpo magro-normal, bem moreno no verão, cintura fina, ancas largas, praticamente tudo equilibrado.

Com 15 anos, fazemos asneiras. E há 10 anos não havia tanta informação a percorrer revistas, internet, muito menos de boca em boca. Julgava eu que iria manter-me sempre assim. E continuei a comer como antes. Ninguém me avisou que o meu corpo iria mudar drasticamente e que as coisas podiam ficar piores.

Ou seja, tenho as belas estrias e celulite nas pernas e no rabo desde dos 16 anos. Tão nova e...nem sei.

 

Emagreci após disso, andei um pouco equilibrada e com a entrada para o curso desiquilibrei-me novamente e notei que o meu corpo enfraqueceu a nível de resultados. Tudo mais lento.

Em 2016, entrei para o ginásio. Dei por mim num sítio que não imaginava ver-me porque detestava a sensação de ser observada, todos os meus passos, os movimentos, porque sei que olham! Em 5 meses contínuos, não emagreci, mas tonifiquei - e o que se viu mais foram as pernas - e adorei. Comparando fotografias os meus olhos brilhavam!

Parei após 6 meses. Trabalhava noutra cidade, chegava tarde a casa e de manhã lá voltava eu para o trabalho. Não dava! Após meses, em 2017 voltei com a esperança de ser igual. Sinto-me sozinha, não tendo plano, apoio e alguma motivação não consegui ver o que vi no ano anterior. Perguntava-me se valia a pena os 30€, treinos após o trabalho, sair do ginásio às 21h15/21:30, ter que fazer algo rápido para comer se não houvesse, voltar a sair para ir tomar café. Alguma coisa teria que mudar porque eu não conseguia gerir tempo.

Fui duas semanas em outubro ou novembro. 

Este ano 2018, fiz uma coisa que não costumo fazer e nem a procuro. Mas estava à frente dos meus olhos. Pesei-me. 63/64kg. "Ai mas isso não é nada!" É! Nunca me pesei mais que 58kg. Tenho 5kg localizados no meu corpo que não me pertence. Eles nunca estiveram aqui e agora é um objecto estranho e a mais. Fiquei triste, apeteceu-me chorar desalmadamente, de todas as asneiras que cometi, do pouco tempo que tenho, da motivação que falta. 

Mas vou tomar medidas. Tenho que as tomar, sem desculpas! Compensar os 30€ e 1h/1h30 de treino e uma alimentação equilibrada e se possível paleo - é a mais correcta. Quero voltar a ter o brilho que tive em 2016, embora ainda com algumas imperfeições.

E no fundo, não tem a ver só com o agrado mas também pela saúde. Quando como algo de "lambarice" sei que estou a fazer mal, para a minha saúde. Tudo regrada a partir de uma certa altura, tudo torna-se mais lento, menos produtivo com antes, seja metabolismo e cérebro. Eu que sou sujeita a algumas transformações corporais, tenho que as controlar de forma correcta. 

Não preciso que isto seja lido de modo massacrante e lamentar sobre qualquer coisa. Escrevi como prova que meti uma coisa na cabeça e tenho que a cumprir. E daqui a uns meses, voltar a ler e escrever de novo sobre uma resolução positiva. 

Olho para mim e sei o que vejo. Por dentro e por fora. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 04.01.18

2018 in process

Resultado de imagem para inspiration tumblr

Já vamos no 4º dia do ano e decidi escrever o que quero para 2018. Quase como carta ao universo, para que este ano esteja a meu favor.

Comer:

- brunch

- sushi

- cereal Porto café

- casinha boutique café

 

Ir:

- no mínimo 2 fins de semana

- de férias

- Parque Biológico

- museu

- estádio

- ginásio

 

Fazer:

- comida saudável

- workshop de qualquer coisa

- mega festa de aniversário

 

Imperativamente:

- ler mais

- guardar tempo para mim

- fotografar (muito) mais

- equilibrar e controlar

- pensar menos (coisas más)

- voltar a definir o corpo, consoante as necessidades e o gosto por ele

(lista incompleta)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 21.12.17

Desafio do Natal 2017

Eu vi este desafio no blog da Twi e não pude deixá-lo escapar. Uma vez que tinha a ideia de fazer algo relacionado com o Natal, como manda a tradição, aqui está uma ideia muito gira!

1. Natal com frio ou calor?

Frio. Natal sem frio é como não ter capuccino em todo o inverno. Não imagino passar o Natal no Brasil ou na Austrália.

2. O natal deve ser uma época de sentimentos, emoções, amor e harmonia familiar, mas é também indissociável da palavra "presentes". Qual o melhor e o pior presente recebidos até hoje?

 O melhor presente não tenho em especial. Gosto de tudo que me dão...mas as peças da Pandora, um bilhete para algum concerto ou evento, roupa, acessórios e maquilhagem será sempre bem vindo. O pior...não posso lembrar de todos os anos, mas um dos últimos, recebi um cachecol preto muito pequeno, fino, quase um trapo. Eu tinha pedido um bem fofinho! Está lá encostado.

3. Jantar de Natal - bacalhau, peru ou outro?

O jantar de Natal é sempre bacalhau cozido. A tradição assim nos educou.

4. Lareira ou aquecedor?

Lareira. Gosto do calor natural da lareira, a lenha a estalar e queimar quase o rosto ou as pernocas que insistimos colocar dentro da lareira. No meu caso, é o rabo. 

5. O filme de natal?

Não tenho preferido para essa altura mas algo relacionado com o Natal ou clássico Harry Potter, delicia-me.

6. Bolo Rei ou Bolo Rainha?

Como detesto frutas cristalizadas e gosto de frutos secos, bolo Rainha estará no meu lado da mesa. Confesso, com tantas lambarices, deixo de parte.

7. O melhor do natal?

O convívio, sem dúvida. Após a minha irmã casar, desejou e decidiu juntar 17 pessoas (mais ou menos) num só Natal. Portanto, todos os anos somos, em média, esse número e cada ano é em cada casa de casal adulto. Após jantar, jogamos e conversamos bastante. Gosto da excitação de abrir os presentes, principalmente tendo crianças na família. 

 

Não sei se irei publicar mais alguma coisa até ao Natal, portanto, desejo aqui e agora, um feliz Natal, com tudo do bom e do melhor, muitas coisas boas para encher a barriga e momentos para encher o coração!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 22.11.17

o dilema das prendas de natal

Quem já fez uma lista das pessoas, das prendas e do orçamento das prendas de Natal levante a mão! 

Posso ser desorganizada numas coisas mas a minha cabeça tem que haver uma percentagem de organização - e as pastas de musicas, por intérprete e albúm (panca). 

Eu gosto muito de dar, dá-me prazer comprar uma coisa que gosto e imaginar a felicidade da pessoa ao abrir essa prenda. Também gosto muito de receber! Mas não sou capaz de pegar numa "coisa qualquer" e deve servir. Só porque a outra pessoa dá. Vocês podem ser como eu mas há muitas pessoínhas que fazem isso, PSD - pegar, servir, dar. 

E tal como já me aconteceu, fazer uma árdua pesquisa, imaginar coisas que a pessoa irá gostar, em várias lojas, repetir lojas, saltar lojas e ainda fazer isso na internet. Devo ser maluca e burrinha também!

Já tenho uma pequena ideia o que oferecer a cada pessoa mas chateia-me isto do natal e andar toda preocupada com isso. Sei que algumas pessoas não dão valor ao esforço e eu, continuo a fazer isso todos os anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 15.11.17

sugestão de uma jovem que cozinha só para ela

Eu gosto de cozinhar e não me é nada massador. Só quando chego mais tarde do trabalho ou estou muito cansada é que tento saltar essa função. O que não dá muito jeito, ou como pouco ou como porcarias. 

Por vezes, cozinho refeições que dá para 2/3 refeições, o que poupa trabalho. E incluo sopa, sempre que possa. E é da boa, quase como a da minha mãe!

Mas quando vou ao supermercado, coisas que gostava de comprar para puder inventar ou fazer novas receitas, não compro. E porquê? Cozinhando só para mim, eis as desvantagens:

1. formatos considerados normais para famílias

2. formatos jumbo que dão para famílias numerosas

3. validades ou tempo de conservação muito curtas (os legumes ou os queijos frescos por exemplo)

Tendo que conta que partilho casa, nem tenho muito espaço no congelador ou frigorífico, o que me irrita. Portanto, sugiro que, pensei nas pessoas:

1. solteiras

2. que vivem sozinhas

3. que cozinham só para si

4. que queiram inovar nas receitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

por liz collingwood às 14:21

Sexta-feira, 27.10.17

Surpresa a caminho

Gostava de fazer uma coisa engraçada cá no blog. Não querendo aprofundar muito a situação, este mês não me foi permitido fazer um giveaway. Para além de não ter encontrado nada que gostasse ou que me convencesse, uma vez que irá sair da minha própria carteira. 

Portanto, para fazer as coisas direitinhas, decidi colocar este questionário para vocês responderem com a máxima sinceridade e perceber o que vocês gostavam de ganhar de acordo com os vossos gostos ou perferências. Também podem dar ideias nos comentários ou na caixa de mensagens. São livres!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 25.10.17

Santo Burga, uma benção


(google)

Ontem foi um dia muito especial. Sem fazer muito alarido e jantares muito românticos, eu e o baby decidimos comemorar o segundo aniversário de uma forma simples. Embora pudessemos seguir a tradição de ir a uma marisqueira, steak house ou sushi (ele não colocaria lá os pés), tivemos sempre a mania de sermos diferentes. Pumbas, uma hamburgueria tradicional/artesanal como nós gostamos. 

O verdadeiro sabor da carne é aqui! 

Localizado na marginal de Leça da Palmeira - terra mais bonita de Portugal, segundo Expensive Soul - o Santo Burga é restaurante benzido. E santa ideia que tivemos!

Hamburguers gourmet acompanhados com batata frita palito ou rodela salteadas em sal e cebolinho e molho. Um must!

Pedimos entradas. A fome apertava. Os rollinis são queijo cheddar enrolados com bacon. Bom, bom, bom! São dois para cada um, e ainda bem. Com o cheddar é preciso ir com calma, pode tornar-se enjoativo.


(zomato)

Das poucas hamburguerias que fui, o Santo Burga serve quantidades de carne muito simpáticas e para todos os tamanhos. Tradicionais 160g de carne, os simpáticos 180g, os generosos 320g e os famintos 480g. 

Os hamburguers...não foi difícil escolher. Sabendo que o Santo Assunção tinha queijo serra amenteigado, conquistou-me logo! 160g de carne de novilho, cebola caramelizada, bacon grelhado, queijo da serra amanteigado, rúcula, tomate e molho burga calhou-me no prato. Gostei muito!

20171024_213226.jpg

 O do baby foi o Dois Santos. 320g de carne de novilho (dois hamburguers), queijo cheddar, alface, tomate e molho burga. O tradicional mas generoso! Acompanhamos com dois sumos naturais de laranja e frutos vermelhos.

20171024_213236.jpg

 Acabamos por ceder à máxima simpatia dos funcionários. Aconselham, perguntam se está tudo bem - sempre! - e se está bom. Das sobremesas que tinha, o Doce da Casa foi imaginado nas nossas bocas. Base de chipmix, leite condensado e queijo creme com compota por cima. Que bom! 

20171024_215823.jpg

O Santo Burga tem uma excelente variedade. Hamburguers de frango, salmão e vegetariano. Ainda possuem saladas vegetarianas, carne e peixe. 

O espaço é pequeno mas aconchegado. Têm a excelente vista mar, os funcionários são muito simpáticos. Qualidade/preço/local aceitável. 

Para repetir? Com certeza!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 10.10.17

rio-me disto sozinha

Quem estudou fora, vai perceber um bocadinho do que falo. E quem faz as compras lá para casa, também!

Uma pesquisa aprofundada dá-me para perder uma ou duas horas para fazer compras e pensar no que vou cozinhar para o resto da semana. Incluindo, almoço na marmita.

Então ando em sites do continente, pingo doce, jumbo, perceber que produtos compensa mais a nível de qualidade-preço. Mas gostos para uns, gostos para outros. 

Sinto que devia estar a fazer outra coisa do que aprofundar temas de compras e cozinha. Embora não queira muito chatear-me na cozinha porque divido casa com duas raparigas e às vezes nem me apetece enfiar-me lá com tanta gente à volta do fogão, da mesa e dos pratos. No entanto, invento umas coisinhas engraçadas. 

É pena comprar produtos que os supermercados nos vendem que dura uns 3-5 dias mas para uma pessoa dura mais que uma semana.

Dilemas de uma gaja que vive fora dos pais. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 12.09.17

diário de bordo #summer

Decidimos em Março/Abril, 2 casais a rumo ao Algarve - Albufeira. Deu-nos para ter esta ideia louca e foi isto - muuuiiito resumidamente. E todo o verão tem a sua musica

04/09

Com uma viagem bastante calma mas com aquela chovinha que molha tolos, depois de Montijo o calor foi intensificando. Chegamos a Albufeira, o calor de verão estava à nossa espera. KFC para almoço, visitamos a casa e depois fomos às compras. Comida para a semana toda (ou pelo menos tentamos) e no final da tarde fomos dar um megulho ao mar. Que bem soube! O jantar foi bem rápido - pizzas yeah - e depois fomos à noite. Chegamos a casa a rastejar!

05/09

O que eu adorei nestes dias foi o grandioso pequeno almoço - torradas, leite com café, sumo, cereais, iogurtes - sempre no terraço, como todas as refeições! A praia foi aproveitada de manhã e de tarde. A Go Pro andou sempre connosco e foi bem giro. Nessa noite fomos à Rua da Oura. Embora a altura seja mais baixa, não achei nada de especial. A diferença é que os turistas estrangeiros são doidos da pinha. Incluindo, duas garotas a sairem disparadas de um bar sem pagar. 

06/09

O mesmo de sempre, o nosso adorado pequeno almoço no terraço! A tarde é para relembrar porque foi diferente. Para manter a rotina, fomos à praia mas alugamos uma gaivota com escorrega e foi basicamente 1h nos mergulhos e fotografias em alto mar. É muito mais divertido do que se possa pensar! À noite fomos a Portimão, para ser diferente.

07/09

O dia cheio e mega cansativo mas espectacular. Escolhemos como parque aquático, Aquashow devido a uns descontos que tivemos. Fomos de manhã e saímos de lá às 18h. Estavámos de rastos. Andamos em quase todos. O Free Fall foi gozado pelos rapazes apenas. O White Fall é uma sensação de queda e voo ao mesmo tempo, mas como fazia U andávamos de um lado para o outro até sair na piscina. É uma sensação e tanto. O Twin Space Shuttle tem dois aspectos. O bom é que é mesmo fixe e podem ir em par ou sozinho. O mau é que tivemos que esperar 45 minutos pelas boias de pares e 45 minutos para andar. É bastante giro por dentro mas teve que crescer paciência. O River Slide foi dos mais fixes que andamos. É uma boia para 4 pessoas e o tubo é mesmo giro. Andamos duas vezes. Deu para gravar com a Go Pro e está sensacional. E ainda antes de almoçarmos andamos no Speed Race fizemos aposta, quem chegar por ultimo, paga o café. Sorte ou azar por ser mais leve (pelos vistos), fiquei para trás. Foi fixe porque voltamos andar os 4 ao mesmo tempo. E claro, andamos na Montanha Russa como apresentação e despedida. Nunca tinha andado nestas coisas e a Montanha Russa foi a estreia. Embora goste muito destas coisas, tenho o senão de ganhar uma adrenalina e ansiedade nas veias e depois é dificil de me acalmar. A segunda vez que fomos à Montanha, eu não queria - e para ajudar, vimos uma miuda com a cabeça a sangrar - a sensação de queda livre é estranha, parece que vamos soltar-nos e desaparecer ali. Mas correu bem e da ultima vez abri os olhos. O parque está muito fixe mas o pessoal que dá assistência, esqueceram-se da simpatia em casa, porra!

À noite, fomos novamente a Albufeira, pois estávamos cansados para tirar o carro do sítio. Vingamo-nos num mega gelado que custou 9€. Not bad

08/09

Foi dos dias mais calmos, praia de manhã e à tarde mas quisemos poupar-nos para a noite em Vilamoura. Jantamos rodízio de pizza, demos uma volta à marina, tiramos fotografias e acabamos no casino. Era a única que queria gastar menos dinheiro possível e tanto gastei pouco como saí de lá a lucrar, bastante até! 

09/09

Dia de regresso a casa. Saímos de Albufeira às 12h e fomos primeiro a Faro, antes de rumarmos para o Porto. Cais 73 ou o Forte tem as maiores tostas nunca antes vistas. Aconselho a tosta Morgan que é de frango com uma mistura de molhos de chorar por mais. Ainda comi uma fatia de Red Velvet muito boa e nada enjoativa. Depois disso, seguimos para norte. 

Foram umas férias muito boas. Adorei, de verdade. Demo-nos muito bem, não houve stress nem confusões. Aconselho a casa em que estive, pois é bem perto da praia, na zona nova de Albufeira e perto das escadas rolantes. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

liz collingwood © 2011-2017
Design by Sacha Hart
The Design Project


liz collingwood

Liz, 24 anos, entre Porto e Aveiro. Bom espírito, busca equilíbrio, sonhadora e apaixonada. blogger, leitora, escritora, fotógrafa. Esteticista/cosmetologista.

+ sobre mim





Mensagens

Para dúvidas relacionadas com a área de estética, cosmética, saúde e bem estar, podem enviar mensagem. Relativamente a laser, tratamentos de rosto e corpo, acne, rugas, flacidez, massagens, dúvidas a profissionais, a quem devemos confiar, que promoções devemos acreditar...aqui podem expor tudo. Será respondido seriamente, com a maior confiança e naturalidade. O que não souber, serei sincera. Obrigada